Maestria – Jogo de Cartas

Maestria – Jogo de Cartas

Maestria é um jogo de cartas onde o jogador, no papel de maestro, deve evoluir sua orquestra para que possa ser feito um bom show. Seu nível de mastreia controla a quantidade de músicos que podem estar sobe sua regência. Os músicos permitem que seja feito a música e a platéia faz seu papel de encher a casa. Entretanto, encher só a casa não basta, você também deve agradar o público, que as vezes é bastante criterioso. Não se preocupe com a pressão de estar no palco, com alguns C[Dó], D[Ré], E[Mi], semicolcheia, colcheia e semínima o seu show será incrível!

O jogo suporta até 4 jogadores com um conjunto de 70 cartas podendo chegar a 8 jogadores com 2 pacotes de cartas. Se a casa estiver cheia, prepare um bom espaço para jogar.

Possui uma extensão que trara ao jogo mais personagens e um lindo tabuleiro.

Com poucas regras acaba sendo um jogo de rápido entendimento.

Use os tokens de maneira adequada para facilitar a contagem de pontos. Mas com uma mesa de jogadores pro os tokens podem nem entrar no jogo.

mastria_blog

Maestria – Arte – v0.2

foto

Maestria – Arte – v0.1

#MasteryCardGame
#MaestriaJogoDeCartas

Entidade – Jogo de tabuleiro

Entidade – Jogo de tabuleiro

Entidade é um jogo de investigação cercado de eventos paranormais, onde os jogadores devem desvendar os mistérios, manter-se vivos e manter-se sãos.

O jogo e composto por contos, pisos, cômodos, objetos(faca, crânio, bandagem e etc), dicas e eventos. Alguma sorte é preciso para que ao manipular uma arma não atire no próprio pé, ou quando se deparar com um crânio não perca as estribeiras.

O tabuleiro e divido em três partes, os pisos, que podem ser usados individualmente pelo conto. O tabuleiro e dividido em tiles (quadradinhos) e o jogador se movimenta ortogonalmente por ele. Os cômodos dentro do piso (nome dado para as partes do tabuleiro) são organizados de acordo com o conto. Cada cômodo guarda um segredo, um fragmento da trama e/ou um objeto. Os cômodos possuem 4 possíveis temas, normalmente um conto usa um tema.

O objetivo do jogo vai variar de conto pra conto, mas posso adiantar que ele e bem dinâmico podendo ter no mesmo conto objetivos diferentes para jogadores diferentes, ou, mudar ao logo do jogo, fora isso e só decifrar o que a entidade está querendo para parar de perturbar a vida de todo mundo 🙂

Há… Sim… A entidade por vezes pode pegar o corpo de algum jogador pra poder ficar  mais “”divertido””.

Como podem ter notado, o conto dita as regras. Dita mesmo! Um conto pode ter suas próprias regras, mudando como algo se comporta no jogo.

 

Entidade é um jogo para toda a família, complexo, que envolve estratégia e lógica. Ler bem as regras antes e/ou ter na mesa alguém que já saiba jogar pode ajudar.

tumblr_nhil1hAE3P1u5cg6io1_1280[1]

1ª versão da arte e dos elementos que compõem o jogo


O jogo ainda esta em beta faltando bem pouco para fechar (apenas finalizar o ultimo conto)  \o/

#EntityBoardGame
#EntidadeJogoDeTabuleiro

Angular 2 – Bundle

Angular 2 trouxe muitas coisas legais, mas algumas coisas NÃO tem sido fácil =’/
Uma dessas coisas ruins que estou enfrentando com Angular 2 tem sido gerar um bundle pra produção num fluxo fluido de trabalho…
Pensando nisso (sofrendo com)…
Resolvi fazer uns protótipos com diversas ferramentas pra saber o caso de uso de cada uma delas.

 

Webpack

(work in progress)
https://github.com/Espigah/JavascriptRepo/tree/master/Angular2/casework_6_bundle/webpack

JSPM + SystemJS

(work in progress)
https://github.com/Espigah/JavascriptRepo/tree/master/Angular2/casework_6_bundle/jspm

Rollup

(work in progress)
https://github.com/Espigah/JavascriptRepo/tree/master/Angular2/casework_6_bundle/rollup

Angular “official”

(work in progress)
https://github.com/Espigah/JavascriptRepo/tree/master/Angular2/casework_6_bundle/official

Gradle

Coming soon…
https://github.com/Espigah/JavascriptRepo/tree/master/Angular2/casework_6_bundle/gulp

Gulp

(Coming soon) https://github.com/Espigah/JavascriptRepo/tree/master/Angular2/casework_6_bundle/gradle

 

 

Gradle vs Gulp

gulp_vs_gradle


Um pouco sobre as duas ferramentes

Gulp tem sido usado em larga escala por desenvolvedores front-end para automatização de processos. Tendo algumas concorrências diretas como o Grunt.
http://gulpjs.com/

 

Gradle vem ganhando forças principalmente por ter sido adotado pelo Google e por ser um ótima opção pra quem usa Apache Maven.
http://gradle.org/

 

Irei apenas mostrar algumas diferenças dos pontos mais básicos das duas ferramentas, ou seja, serei bem superficial, mas irei colocando links para quem tiver interesse em mais conteúdo.

Instalação:

Gulp Gradle
Ter feito a instalacao do node
Criar um npm project
Depois instalar globalmente e localmente o gulp

npm init
npm i --global gulp
npm i --save gulp

https://github.com/gulpjs/gulp/blob/master/
docs/getting-started.md

Faze download do Gradle no site e configurar o GRADLE_HOME
https://docs.gradle.org/current/
userguide/installation.html

 

Arquivo principal:

Gulp Gradle
gulpfile.js  build.grade

 

Primeira tarefa:

Gulp Gradle
var gulp = require('gulp');
gulp.task('HelloTask', 
function() { 
 console.log(‘gulp_vs_gradle’)
});

No prompt de comando:

 gulp HelloTask 
task HelloTask<< {
 println 'gradle_vs_gulp'
}

No prompt de comando:

gradle HelloTask

ou

gradle HT

 

Ciando variáveis:

Gulp Gradle
Como o Gulp é puramente javascript basta usar o var


gulp.task('Task2', 
function() {
var foo="gulp_vs_gradle"; 
console.log(foo);
});
Como o Gradle tira proveito do Groovy podemos ter tipagem ou não.

task Task2 << {
String foo='gradle_vs_';
def bar = 'gulp';
println (foo+bar);
}

 

Usando plugins:

Gulp Gradle
Pra instalar tem que usar o node

npm install --save-dev PLUGIN

e no gulpfile.js “importa-lô”

 

var plugin = require('plugin');


http://gulpjs.com/plugins/

Coloque os imports no build.gradle

 plugins { 
id "com.moowork.node"
 version "0.12"

id "com.moowork.gulp" 
 version "0.12" 
} 

Execute ‘gradle tasks’ e veja que já teremos tasks para o node e para o gulp
feito magica!

gradle tasks

https://plugins.gradle.org/

Garbage-Collector Post-Mortem

Estáááá no aaaar Garbage Collector 2

E agora estou aqui para hablar um pouco do que foi desenvolver em Flambe e em OpenFl
Primeiro estudo foi usar OpenFl (Escrevi sobre aqui)
OpenFl parece funcionar de forma mais natural com Haxe do que Flambe.
Flambe se propõem a ser uma engine completa para jogos 2D, mas tem algumas coisas não tão naturais de se fazer.
Uma vantagem/Um atalho que Flambe disponibiliza é o “_” que atrapalhou mais do que ajudou =/

Não sei se tem como usar AIR com OpenFl, porem, com Flambe-Mobile funciona so com AIR.
Cuido com o ID =/ Onde era pra ser ‘app.espigah.garbagecollector2’ virou ‘air.app.espigah.garbagecollector2’

Eu basicamente quis portar de OpenFl+HaxePunk para Flambe, pensando que seria fácil, mas….só pensei! =/
Flambei não funcionou bem com PARTICLE-EDITOR e fica bem preso a FLUMP

Outra diferença foi o tamanho do app, não sei porque ficou tão diferente, mas… Com OpenFl o app não passou de 2MB enquanto com Flambe ficou em 12MB =/

E ainda não consegui fazer o Analytics funcionar para a versão Mobile
Em suma, eu não voltaria a criar algo com Flambe (muito sofrido)
mesmo tendo um app rodando bem em HTML5, FirefoxOS e outros

Garbage Collector 1 – OpenFl / Haxe
Garbage Collector 2 – Flambe / Haxeopenfl_haxe_flambe

HAXE – FIREBASE – PHP

Haxe/OpenFl e um boa ferramente para quem quer desenvolver algo crossplatform,
mas nem sempre e viável migrar um projeto inteiro para uma outra ferramenta,
então, seguindo essa linha de raciocínio, comecei a pensar se seria possível usar Haxe para deixar a lógica de negócio (ou um parte da aplicação) mais flexível e fiz um protótipo -> https://github.com/Espigah/HaxeRepo/tree/master/Learning (Mesma logica com vários targets)

Hoje resolvi tentar um outra abordagem…
Usar as ferramentas que Haxe oferece compartilhando objetos entre múltiplos projetos.
Neste estudo usei HaxePHP+OpenFl e deixei os Models e as Interfaces compartilhadas e achei o resultado muito agradável.


https://www.firebase.com/

http://www.openfl.org/

http://api.haxe.org/php/

 

HAXE – HIDE – FLAMBE (v1.5)

 

Tem um tempinho que fiz uma funcionalidade para #HIDE (#HaxeIDE)

Hoje farei o ‘commit’ de algumas melhorias, são elas: ‘Wiki’, ‘TargetOption’, Mais ‘Feedbacks’ e ‘Flambe server‘ funcionando direito =)

Ainda não está 100% mas já está bem legal pra usar \o/

 

 

 

 

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: